segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Farofa de Castanhas


Meus caros,

O Natal está chegando e quero sugerir a vocês uma prato prático e delicioso composto por gorduras benéficas que evitam o colesterol alto, previnem doenças cardiovasculares  e combatem os radicais livres com frutas oleaginosas, das quais comemos as sementes e que são riquíssimas em nutrientes e deveriam entrar no cardápio todos os dias do ano! Estou falando da farofa de castanhas.




A receita completa vocês já podem conferir o meu novo artigo publicado na coluna Mesa Posta, Revista Showroom (página 42), mês de dezembro. Basta clicar no ícone abaixo e bom apetite!!!!!

Abraços e um Feliz Natal!!!

Chef Gustavo Corrêa

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Rodizio de Fondues pelo Chef Gustavo Corrêa

Oi pessoal,

Na primavera algumas noites ainda estão com aquele jeitinho de inverno e o fondue é uma ótima pedida.



Nestes últimos meses, publiquei na coluna "Mesa Posta" da Revista Showroom da Assobrav as sugestões para um rodizio de fondues:

- prato de entrada - fondue de queijo
E acreditem, a parte mais interessante é que vocês poderão dar um toque especial ao escolher estes ou outros molhos. Qualquer dúvida, podem postar aqui no blog ou escrever para o meu endereço eletrônico.
- sobremesa - fondue de chocolate - a receita que neste mês encerra a matéria sobre rodizio de fondues que deu a vocês o equivalente a um jantar completo.

Bom apetite!!!!!

Abraços,

Gustavo
gustavocyr@hotmail.com

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Fondue de Chocolate

Meus caros,


Encerrando a matéria sobre rodizio de foundues, escrevi sobre o foundue de chocolate como sugestão de sobremesa.


Vocês já podem conferir o artigo publicado na coluna Mesa Posta, Revista Showroom (página 42), mês de novembro.



Abraços,

Chef Gustavo Corrêa

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Menu Degustação ou Jantar Degustação: uma tendência que veio para ficar!


Um formato de evento que permite que anfitrião e convidado não fiquem necessariamente sentados, podendo curtir mais a festa.


Pequenas porções de comidinhas são servidas aos convidados que têm então a chance de provar mais sabores diferentes. As comidinhas são servidas ao longo da festa, o garçom vai onde as pessoas estiverem ou ilhas de degustação ficam espalhadas pelo salão, uma alternativa que torna o evento mais informal e permite que as pessoas se sirvam sozinhas.

É baseada no conceito finger food que, significa “alimento para ser comido com as mãos”. Faca e garfo são pouco usados, o que auxilia na hora de comer são guardanapos, palinetes, copinhos, cumbuquinhas, tacinhas e até outros alimentos com a função de base.

No cardápio canapés, assados, sticks, folhados, mini lanches e doces.

Se o anfitrião quiser também pode ter ilhas de degustação com massas, risotos, saladas. Não há hora marcada para sentar e comer, como no jantar.

Permite que a festa flua no seu ritmo natural e a tendência é manter a animação.

Na saída, uma mesa com chás e café.

Importante é fazer o evento de acordo com o perfil do cliente.


quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Bodas

2010 terminando e começo a fazer um balanço sobre tudo o que se passou...


Acreditem, dos eventos que fiz neste ano, o acontecimento mais frequente foram os jantares para casais que comemoravam o aniversário de união.

Em um deles, o casal de origem alemã, comentou que a tradição em comemorar bodas, vem da Alemanha, lugar onde era hábito de um povoado dar uma coroa de prata a quem fizesse 25 anos de união e, de ouro aos que fizessem 50!

No último final de semana, organizei um jantar e como a comemoração era do 1º ano de união, fiz a decoração ambiente com origamis. Afinal, comemoravam Bodas de Papel!

Existe a designação de um elemento para representar os anos de bodas, mas na maioria dos países ocidentais esta designação acontece para os quinze primeiros anos de união e, depois de cinco em cinco anos, sendo o último ano de comemoração o 75º aniversário - Bodas de Platina.

Curioso que, no Brasil há um elemento para cada um dos anos de vida do casal, sendo do 1º até o 100º aniversário de união. Cabe ressaltar que, existem algumas variações dos materiais associados. Abaixo vou compartilhar com vocês a lista que encontrei com mais frequencia.

Desejo que, em 2011 venham muitos outros eventos que comemorem a união de duas pessoas que se amam e acima de tudo se respeitam.

Abraços,


Chef Gustavo Corrêa



01º - Bodas de Papel
02º - Bodas de Algodão
03º - Bodas de Couro ou Trigo
04º - Bodas de Flores, Frutas ou Cera
05º - Bodas de Madeira ou Ferro
06º - Bodas de Açúcar ou Perfume
07º - Bodas de Latão ou Lã
08º - Bodas de Barro ou Papoula
09º - Bodas de Cerâmica ou Vime
10º - Bodas de Estanho ou Zinco
11º - Bodas de Aço
12º - Bodas de Seda ou Ônix
13º - Bodas de Linho ou Renda
14º - Bodas de Marfim
15º - Bodas de Cristal
16º - Bodas de Safira ou Turmalina
17º - Bodas de Rosa
18º - Bodas de Turquesa
19º - Bodas de Cretone ou Água Marinha
20º - Bodas de Porcelana
21º - Bodas de Zircão
22º - Bodas de Louça
23º - Bodas de Palha
24º - Bodas de Opala
25º - Bodas de Prata
26º - Bodas de Alexandrita
27º - Bodas de Crisoprásio
28º - Bodas de Hematita
29º - Bodas de Erva
30º - Bodas de Pérola
31º - Bodas de Nácar
32º - Bodas de Pinho
33º - Bodas de Crizopala
34º - Bodas de Oliveira
35º - Bodas de Coral
36º - Bodas de Cedro
37º - Bodas de Aventurina
38º - Bodas de Carvalho
39º - Bodas de Mármore
40º - Bodas de Esmeralda
41º - Bodas de Seda
42º - Bodas de Prata dourada
43º - Bodas de Azeviche
44º - Bodas de Carbonato
45º - Bodas de Rubi
46º - Bodas de Alabastro
47º - Bodas de Jaspe
48º - Bodas de Granito
49º - Bodas de Heliotrópio
50º - Bodas de Ouro
51º - Bodas de Bronze
52º - Bodas de Argila
53º - Bodas de Antimônio
54º - Bodas de Níquel
55º - Bodas de Ametista
56º - Bodas de Malaquita
57º - Bodas de Lápis-lazuli

58º - Bodas de Vidro
59º - Bodas de Cereja
60º - Bodas de Diamante
61º - Bodas de Cobre
62º - Bodas de Telurita
63º - Bodas de Sândalo
64º - Bodas de Fabulita
65º - Bodas de Platina
66º - Bodas de Ébano
67º - Bodas de Neve
68º - Bodas de Chumbo
69º - Bodas de Mercúrio
70º - Bodas de Vinho
71º - Bodas de Zinco
72º - Bodas de Aveia
73º - Bodas de Manjerona
74º - Bodas de Macieira
75º - Bodas de Brilhante ou Alabastro
76º - Bodas de Cipestre
77º - Bodas de Alfazema
78º - Bodas de Benjoim
79º - Bodas de Café
80º - Bodas de Nogueira ou Carvalho
81º - Bodas de Cacau
82º - Bodas de Cravo
83º - Bodas de Begônia
84º - Bodas de Crisântemo
85º - Bodas de Girassol
86º - Bodas de Hortênsia
87º - Bodas de Nogueira
88º - Bodas de Pêra
89º - Bodas de Figueira
90º - Bodas de Álamo
91º - Bodas de Pinheiro
92º - Bodas de Salgueiro
93º - Bodas de Imbuia
94º - Bodas de Palmeira
95º - Bodas de Sândalo
96º - Bodas de Oliveira
97º - Bodas de Abeto
98º - Bodas de Pinheiro
99º - Bodas de Salgueiro
100º - Bodas de Jequitibá

fonte: web

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Chutney à base de Cogumelos

Meus caros,

Vocês já experimentaram um chutney à base de cogumelos? Sabor exótico e delicado, pode acompanhar várias carnes, bem como o foundue na pedra.



Vocês podem conferir a receita deste molho na coluna "Mesa Posta" da Revista Showroom, página 42, acessando o ícone abaixo:


Abraços,

Chef Gustavo Corrêa

sábado, 25 de setembro de 2010

Chutney de tomates

Meus caros,

O chutney é excelente para dar mais sabor para aves e carnes assadas. De origem indiana, é uma conserva condimentada, feita com frutas ou legumes, vinagre, açúcar e especiarias, que são cozidos levemente até tomar o ponto de geléia mole. 

Sugiro o Chutney de tomates para acompanhar o Foundue na Pedra que foi minha dica do mês passado.


Na Revista Showroom de setembro você encontra mais um pouco sobre o Foundue na Pedra e  a receita do Chutney de tomates. Confira no ícone da revista abaixo, página 42:

                                                 

Qualquer dúvida ou sugestão, vocês podem me contatar pelo email gustavocyr@hotmail.com.

Ótimo fim de semana!

Abraços,

Chef Gustavo Corrêa

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Al dente - o que significa este termo gastronômico?

Al dente é um expressão italiana que descreve o ponto satisfatório de cozimento da massa, ou arroz ou legumes que, ao ser servida, deve resistir ligeiramente à pressão dos dentes. Digamos que, a massa está cozida, mas não mole. Esse ponto acontece logo depois de a farinha cozinhar até o meio de cada pedaço ou fio de massa que, deve ser cozida até este ponto, não mais nem menos.

Abraços,

Chef Gustavo Corrêa

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Apurar ou Reduzir - O que significa este termo gastronômico?

Apurar ou reduzir é cozinhar lentamente o caldo do alimento junto dos temperos e ervas aromáticas, diminuindo o líquido através da fervura até chegar ao ponto ideal (1/3 da quantidade inicial). Obtendo assim, o sabor mais refinado.

Abraços,

Chef Gustavo Corrêa

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Fondue na Pedra e chutney de cebolas roxas



Meus caros,

Vinda do Rio Grande do Sul, o Fondue na Pedra é feito com carnes bovina, de frango e porco e após assadas, são passadas em molhos como o chutney de cebolas roxas entre outros.



Na série que estou escrevendo para a Revista Showroom sobre Rodizio de Fondues e que, no mês passado publicamos o fondue de queijo, seria o fondue na pedra, o prato principal. Nos próximos meses darei mais dicas de molhos e depois irei focar a sobremesa.


A degustação deste prato é semelhante a outro tipico suiço, a raclete.

Vocês podem saber mais sobre foundue na pedra, bem como encontrar uma receita do Chutney de cebolas roxas na página 42 da Revista Showroom, coluna Mesa Posta assinada por mim. Acesse o ícone da revista abaixo:

Abraços,

Chef Gustavo Corrêa

sábado, 21 de agosto de 2010

Alho


Descasque o alho com facilidade, deixando-o em um pouco de água por alguns minutos antes de descascar.

Simples, não é?

Bom fim de semana!

Chef Gustavo Corrêa

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Cozinha Saudável - frituras

Oi pessoal, 


Hoje pensei em comentar um pouquinho mais sobre cozinha saudável, enfatizando as frituras.

O melhor seria evitá-las no seu dia a dia, deixando-as para ocasiões especiais.

O que você queria fazer frito, faça assado, por exemplo, batatas assadas ao invés de batatas fritas.

Se deseja uma comida empanada, passe na mistura de um ovo e claras e ponha para assar.

Simples assim!

Abraços,

Gustavo

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Alimentos que não se pode congelar

Oi pessoal,

Congelar alimentos é algo comum em nosso dia a dia. Assim, se você quiser preparar alimentos para congelar, aqui estão alguns que não se pode congelar:

-batatas cozidas,
-carne seca,
-conservas,
-creme e pudins que levem amido de milho em seu preparo (eles soltam água quando descongelados),
-gelatina (talha ao ser descongelada) e
-maionese.
Abraços,
Chef Gustavo Corrêa

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Como saber a temperatura do oléo?


Oi pessoal,

Para testar a temperatura do óleo, jogue um palito de fósforo no óleo quente. Quando o palito acender, a temperatura está boa para a fritura.




Simples assim!
Abraços,
Chef GustavoCorrêa

sábado, 7 de agosto de 2010

Carne de sol, carne seca, charque e jerked beef - qual a diferença?


A dica de hoje já deixou muita gente em dúvida, mas a diferença reside basicamente no processo de desidratação. Todas são feitas com carne bovina, mas...


Carne de sol: Apesar do nome "carne de sol", ela é raramente exposta ao sol no processo de desidratação, ao contrário a carne é deixada em locais cobertos e bem ventilados. A secagem é rápida formando uma espécie de casca protetora para conservar o interior da carne úmido e macio. Dos três tipos de carne desidratada, é a que cozinha com maior rapidez.

Carne seca: Já a carne seca leva mais sal e é empilhada em locais secos para a sua desidratação. As "mantas" de carne são constantemente mudadas de posição para facilitar a evaporação. Em seguida elas são estendidas em varais, ao sol, até completar o processo de desidratação. A carne seca também é conhecida como carne-de-vento, carne-do-sertão, carne-do-Ceará, carne-do-Sul, ou jabá.

Charque: Charque é uma carne típica do Sul do país e seu nome vem de uma língua indígena falada nos Andes. A salga é maior do que a da carne de sol e a da carne seca, e secagem também é ao sol, O diferencial está na maior quantidade de sal e de exposição ao sol ao qual o charque é submetido, o que lhe garante uma maior durabilidade. Desta forma, para reidratar, o charque é o que precisa de mais tempo entre as outras carnes.

Interessante ressaltar que, o Jerked Beef é o nome técnico da carne seca industrializada. Tem o processamento semelhante ao do charque e sempre comercializado a vácuo. Pelo ministério da saúde é classificado como: carne bovina salgada, curada e dessecada.



Abraços,


Chef Gustavo Corrêa

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Diet, Light, Zero - Qual a diferença?

Olá pessoal, após fazer a postagem sobre cozinha saudável, recebi alguns emails pedindo uma definição sobre diet, light e zero, então lá vai uma dica de nutrição.

DIET


O alimento diet é formulado com modificações especiais para se adequar a diferentes dietas ou indivíduos com necessidades metabólicas específicas. Nessa categoria estão os alimentos que tem 100% de restrição, ou seja, isenção de nutrientes (carboidratos, proteínas, gorduras e sódio), alimentos para controle do peso e, especificamente, alimentos para dietas de ingestão controlada de açúcares, como por exemplo, dietas para portadores de diabetes.


Não se deve utilizar produtos diet com o intuito de emagrecer, basta ler os rótulos, o chocolate diet tem mais calorias do que o chocolate comum. Alguns casos como as gelatinas têm uma grande restrição do valor calórico, mas os casos dos produtos devem ser estudados individualmente.


LIGHT


O termo light indica diferenças na composição de um produto em comparação a um produto tradicional. Um alimento é considerado light quando apresenta redução mínima de 25% das calorias ou de algum nutriente em relação ao original, como por exemplo, gordura. Alguns pães são considerados light pelo seu teor reduzido de gorduras e não, necessariamente, de calorias.


Os produtos light são indicados para quem está fazendo dieta. O principal objetivo desses produtos é a redução do valor calórico. Por exemplo, um determinado produto que tem 400 cal por 100 g, se tiver uma redução de 25 % no valor calórico ficará com 300 cal por 100 g e se for consumido em excesso acabará resultando em ganho de peso. O sal light tem redução do sódio, que é o elemento responsável pela alta da pressão arterial.


ZERO


Já o zero foi o último a integrar os termos empregados em embalagens de alimentos. O nome zero indica que o alimento apresenta restrição ou isenção de algum nutriente em comparação com a versão tradicional. Se a isenção for de açúcares, o produto ainda deve apresentar valor calórico reduzido. Um caso de alimento zero são os refrigerantes, que são isentos de açúcar e possuem muito menos calorias em comparação ao produto original.


Vocês podem mandar suas dúvidas e sugestões para meu email: gustavocyr@hotmail.com


Abraços,


Chef Gustavo Corrêa

terça-feira, 27 de julho de 2010

Reaproveitamento de Alimentos

Desde criança aprendi com meus pais a evitar o desperdício. Ainda hoje, este assunto me chama a atenção, como Chef de Cozinha quero conversar um pouco com vocês sobre o consumo consciente dos alimentos.


Vamos a algumas dicas:

1. Na hora de comprar, prefira legumes, hortaliças e frutas da época.
2. Para conservar bem os alimentos, os armazene em locais limpos e em temperaturas adequadas a cada tipo de alimento.
3. No preparo, lave bem os alimentos e prepare apenas a quantidade necessária para a refeição de sua família.
Existem receitas que são feitas a partir do reaproveitamento dos alimentos, como sucos, doces e salgados. Vamos a algumas sugestões:

1. A fruta está madura demais? O que você acha de fazer sucos, vitaminas, geléias, doces ou bolo?
2. Você comprou mais pães que o necessário e agora? Faça pudim, torradas, rabanadas ou farinha de rosca.
3. Errou na quantidade do arroz e sobrou... Simples, bolinho de arroz, arroz de forno e risotos é uma boa pedida.
4. Ou será que foi o feijão que sobrou? O tutu é uma sugestão saborosa.
5. As aparas de carne podem ser usadas em molhos, sopas, recheios e croquetes.

Para finalizar, é importante salientar que, para reaproveitar os alimentos é necessário que eles não estejam com os prazos de validades vencidos ou com aspecto estragado. O odor também pode ajudar a determinar o estado de conservação dos alimentos. Observe bem os alimentos antes de reaproveitá-los.


Abraços,

Gustavo

sábado, 24 de julho de 2010

Flambar

Vamos a mais uma palavra da terminologia gastronômica.

Flambar é o ato de despejar bebida alcoólica em um alimento, ateando fogo antes ou em seguida. Acentua o aroma e sabor da bebida utilizada, mas sem o álcool, já que o mesmo é volátil. As bebidas mais comuns são conhaque e rum.

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Rodizio de Fondues entrada Fondue de Queijo

Meus caros, 

Já está disponível a coluna "Mesa Posta", mês de julho, na Revista Showroom da Associação Brasileira de Distribuidores Volkswagen (ASSOBRAV), assinada por mim.

Nesta edição, demos inicio à série "Rodizio de Fondues", dando a você o equivalente a um jantar completo, com entrada, prato principal e sobremesa. A receita do mês é o Fondue de Queijo que, no rodizio será o prato de entrada.



Acesse a Revista Showroom no ícone abaixo e leia a matéria completa na página 42.

Abraços,

Chef Gustavo Corrêa

Bouquet Garni


Aqui vai mais um ingrediente encontrado em receitas de culinária e que, muitas vezes causa dúvida sobre o seu significado.

Feito como uma trouxinha com ervas aromáticas frescas ou secas, alho e pimenta em grão amarradas com barbante ou linha que possa entrar em contato com o alimento. O bouquet garni é uma forma francesa de aromatizar a água de cozimento dos alimentos, podendo facilmente ser retirado no fim do cozimento, antes de servir o prato.


Podem ser acrescidas variações como a da foto, feito com louro, tomilho, salsinha e alho poró.

Simples, não é?

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Deglacear


O conhecimento tem valor quando compartilhado. E para sua difusão, nada melhor do que a Internet e suas múltiplas possibilidades.

Há palavras que fazem parte do cotidiano dos chefs e cozinheiros e que, ao aparecer nas receitas de culinária levam o leitor a se perguntar: "o que significa esta palavra?". Acontece que, muitas vezes a palavra só está registrada nos livros de terminologia gastronômica e ai, resta a ajuda do google!


Deglacear vem do francês déglacer significa remover e aproveitar o sabor dos restinhos de fritura e gordura que aderem no fundo da panela, acrescentando um líquido, geralmente alcoólico, ou caldo à uma panela quente ou assadeira, depois de fritar, assar ou refogar, para incorporar o "found" - os sedimentos crocantes de puro sabor que ficaram grudados no utensílio.

Simples assim!

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Cozinha Saudável

Oi pessoal,


A dica de hoje é bem simples e pode fazer a diferença!


Substitua frituras por assados, carnes vermelhas por brancas e refrigerantes por sucos (de preferência polpas ou naturais). Nas sobremesas, frutas flambadas.

Abraços,


Chef Gustavo Corrêa

domingo, 20 de junho de 2010

Cassoulet

Você sabe a diferença entre o cassoulet e o puchero?


O cassoulet é a feijoada francesa, feita com feijão branco e carne de porco, carneiro, ganso ou pato e pouco tempero. Já o puchero é espanhol e feito com carnes e grão-de-bico, mas muito temperada.

Servido com arroz branco e pimentas variadas, o Cassoulet é perfeito para os dias frios e também uma oportunidade para reunir amigos e cozinhar, apreciando um bom vinho!






Você pode ler mais sobre este assunto e encontrar a receita do Cassoulet  Revista Showroom na coluna "Mesa Posta", página 42.




Abraços,

Chef Gustavo Corrêa